Santa Eufrásia

Santa EufrásiaSanta Eufrásia viveu uma vida curta, porém de intensa fé, classificada em alguns escritos como um vôo sereno e rápido para o céu. Morreu com apenas 30 anos e sua passagem pela Terra foi cercada de fatos extraordinários.

Eufrásia nasceu e cresceu durante o reinado do imperador Teodósio, de quem seus pais eram parentes. Portanto, nasceu para a corte, seus prazeres e luxos. Mas, nunca se sentiu atraída por nada disso, mesmo porque seus pais também viviam na humildade, apesar da fortuna que possuíam.

Depois que nasceu Eufrásia, filha única, fizeram voto de castidade. Desejavam viver como irmãos para melhor se dedicarem a Deus. Quanto à jovem, desde pequena fazia jejuns e orações que chegavam a durar alguns dias.

Quando seu pai morreu, a mãe resolveu se retirar para o Egito. Lá, também dona de muitas posses, intensificou a caridade da família, levando com freqüência Eufrásia em suas visitas aos conventos que ajudava a manter.

Numa dessas visitas, quando a menina tinha apenas sete anos, Eufrásia pediu para não voltar para casa. Queria ficar definitivamente no convento. Conta-se que, apesar da pouca idade, acompanhava as religiosas em todos os seus afazeres com disciplina e pontualidade espantosas.

O tempo passou, sua mãe faleceu e Eufrásia continuava no convento. Vendo-a órfã, o imperador procurou Eufrásia oferecendo-lhe casamento com um senador, o que aumentaria consideravelmente sua já enorme fortuna.

Mas a jovem recusou, confirmando que desejava continuar na condição de virgem e religiosa. Aliás, não só recusou como pediu ao governante para dar fim aos seus bens, dividindo-os entre os pobres.

A história conta vários fatos sobrenaturais ocorridos com a Santa. Curou um menino à beira da morte com o sinal da cruz e livrou pessoas possuídas pelo demônio.

Certo dia sua superiora teve uma visão, onde era avisada da morte de Eufrásia e sua futura proclamação como santa. A jovem nada sentia, mas mesmo assim fez questão de receber os sacramentos e, como previsto, 24 horas depois foi acometida de uma febre fortíssima que terminou com sua vida.

Corria o ano 412 e Santa Eufrásia foi sepultada no convento que tanto amou.


  • visitas 38