Quem Somos

Conheça a nossa História

"Os irmãos e irmãs ... exaltem o Senhor em suas obras porque Ele os enviou ao mundo inteiro para que, pela palavra e pela obra, dêem testemunho de sua voz, e façam saber a todos que não há outro Onipotente além Dele". (C. 9.29)  – Linha de Tempo I – Há séculos anunciando a mensagem de Jesus Cristo pelo mundo.

"A paz que anunciam pela boca, tenham-na mais amplamente  em seus corações".  (C. 9.30) - Linha de Tempo II – Há dezenas de anos levando a mensagem de Paz e Bem em Terras Brasileiras.

Vocação

“Seguir a Cristo por amor é caminho e meta de nossa Vocação” (C. Prefácio)

Carisma

OBSERVAR o Evangelho de Jesus Cristo a exemplo de São Francisco e Santa Clara de Assis;
VIVER nossa Consagração em pobreza, castidade, obediência e, na fraternidade viver o “ser irmã”;
RESPONDER aos apelos de nosso tempo sob orientação da Igreja;
LOUVAR A DEUS através da oração, da alegria e da simplicidade;
SERVIR a toda humana criatura por causa do Reino de Deus.

Missão

OUVIR E ACOLHER, COMO O CORAÇÃO DE DEUS, A TANTOS “CLAMORES”:

  • Das famílias que buscam por uma educação humana, cristã e de qualidade – Escolas;
  • Dos idosos esquecidos e abandonados – Centro de Convivência;
  • Das crianças rejeitadas, maltratadas e famintas – Creches e Pastoral da Criança;
  • Dos adolescentes, jovens e grupos expostos à violência e exclusão – Projetos de Apoio à Inclusão Social;
  • Dos indígenas sem direito a terra, à saúde, ao alimento, à sua cultura e crença – Missão Indígena;
  • Dos Seres Humanos sedentos de vida e do anuncio da “Boa Noticia” de Jesus Cristo – Atividades Pastorais;
  • ...e tantos outros
Estrutura

De acordo com a legislação brasileira, o Instituto Religioso das Franciscanas de Dillingen do Rio de Janeiro – IRFD/RJ teve sua criação aprovada pela Assembleia Geral da Província da Divina Providência - Congregação das Irmãs Franciscanas de Dillingen, em 27 de março de 2010. Nossa Congregação iniciou sua missão em terras brasileiras no ano de 1937, instalando–se em diversas Unidades da Federação, onde realiza sua missão nas áreas da Educação, Assistência Social, e Pastorais diversas.

Dentre as razões que sugeriram a criação do referido Instituto está o avanço trazido pela lei 10.825 de 22 de dezembro de 2003, que é o reconhecimento das organizações religiosas como entes dotados de personalidade jurídica no âmbito do direito privado, ou seja, a personificação do espaço de vivência do sagrado no mundo civil.

Com o respaldo jurídico e canônico, que emana do acordo entre a República Federativa do Brasil e a Santa Sé, referente ao estatuto jurídico da igreja católica no Brasil, ratificado em 07/10/2009, que tem como um dos pontos principais a reafirmação da personalidade jurídica da igreja católica e de suas instituições, as Entidades Religiosas no Brasil, encontraram espaço favorável para fazer o seu reordenamento institucional, como pessoas consagradas - Religiosas, que possuem Direito Próprio, um consuetudinário, razão esta, fundamental para ser de fato e de direito uma Organização Religiosa.

O reordenamento institucional permitiu a estruturação de diferentes gestões, com atribuições específicas para cada área:

Âmbito Provincial

O Governo Provincial é responsável pelo cultivo da Vida Religiosa Consagrada, pelo alinhamento da missão entre todas as Unidades, define os rumos da Província, participa e acompanha a evolução das mantenedoras.

Âmbito das Mantenedores

As mantenedoras são responsáveis pelo gerenciamento, suporte e desenvolvimento das atividades da Província.

Âmbito das Unidades

As unidades concretizam a missão por meio das atividades diárias.

Âmbito do Economato

É responsável pelo gerenciamento financeiro da Instituição, bem como, oferece suporte e apoio financeiro às diversas Unidades da Província.

 

 3.Missao sitequemsomos sitequemsomos site 2