Queridas Irmãs e amigos,

PAZ E BEM!

A minha visita aqui na Província da Divina Providência, Duque de Caxias/RJ já está se encerrando. Desde o dia 08 de outubro de 2017, estou aqui para visitar e conhecer as Irmãs e Fraternidades desta Província. É a minha primeira atividade no meu novo serviço como representante das duas Províncias brasileiras no Governo Geral. Ir. Sueli elaborou uma ampla e rica programação para eu poder conhecer o dia-a-dia da vida das Irmãs nas suas Fraternidades e atividades missionárias. Tive a oportunidade de visitar todas as Fraternidades da Baixada Fluminense e os Projetos onde as Irmãs atuam.

  

visita 1

visita 2

  

 Na Creche Menino Jesus, a Coordenadora Pedagógica, Rosane (uma leiga que no seu trabalho está sendo orientada por Ir.  Jacinta) dedicou o seu tempo para nos   mostrar as várias turmas (berçário até   Pré-escola II) e em seguida algumas turmas fizeram uma apresentação especialmente para nós: Uma dança de balé das   meninas  e os meninos cantaram um canto de São Francisco, trazendo todos os   seus animais de estimação (de brinquedo)

que São Francisco gostava: gato, coelho, passarinho... Fiquei impressionada vendo as crianças bem pequenas aprendendo numa maneira lúdica de “lavar roupa” e “estender num varal”. 

 

  

 

 

visita 3

  

  No Centro Franciscano Santa Luzia, sob a direção de Ir. M. José G. do Amor Divino, as crianças (Pré-escola) apresentaram também um canto gesticulado sobre São Francisco. Por nossa visita ter sido ainda na “oitava” de São Francisco, pude ver em todos os ambientes e grupos das duas Creches os trabalhos realizados na linha da espiritualidade franciscana: desenhos e outros trabalhos artísticos de São Francisco, o cântico do sol, frases com os valores franciscanos (simplicidade, humildade, alegria...).

 

Parabéns, Irmãs, por realizarem um trabalho tão bonito do nosso carisma com as crianças juntamente com os/as professores/as e funcionários/as. Fiquei impressionada com que naturalidade as Irmãs estão realizando este trabalho educativo acolhendo crianças carentes e crianças em situações de vulnerabilidade, dando o seu melhor para que elas possam desenvolver-se  numa maneira sadia e protegida.

  

 

visita 4

 

 No dia seguinte, Ir. Tânia foi nos buscar para nos mostrar a Escola Franciscana Espaço Verde, (já no município de Belford Roxo), onde ela e Ir. Aparecida atendem, com ajuda de mais de 30  professores/as e funcionários/as, mais de 200 crianças de 04 a 12 anos (Pré-escola I até o 5°ano do Ensino Fundamental I). Fiquei encantada do amplo e bonito espaço que as crianças têm para a sua    disposição para poder gastar sua energia numa maneira saudável. Ir. Ivonete, que está realizando com estas crianças – e também com crianças de outras escolas – um belíssimo trabalho de autoestima,  resgatar a dignidade e a identidade das crianças, trabalhando valores humanos de solidariedade e religiosidade, nos apresentou as crianças cantando vários cantos, acompanhados com instrumentos  rítmicos. Também pude ainda encontrar os trabalhos feitos na linha franciscana, enfeitando todo o ambiente. 

 

 

 

 

visita 6visita 5

  Quando visitei o Colégio Santa Maria em São João de Meriti – após a acolhida cordial pelas Irmãs da Fraternidade, no passeio pela escola, juntamente com Ir.   Sueli e Ir. Luísa, encontrei em todos os cantos, crianças felizes com o seu presentinho para o dia da Criança que seria no dia seguinte. Perguntando a uma criança   se eu podia olhar o que está dentro da sacola, recebi a resposta: “Não, a professora disse que podemos abrir somente em casa.” Fiquei impressionada com a   obediência e o bom comportamento das crianças.

Os alunos maiores (Ensino Fundamental II e Médio) tinham preparado para este dia um Projeto de Leitura. A   quadra estava cheia de barracas e estandes preparadas pelos próprios alunos. Em cada estande foi apresentado o conteúdo de um livro, lido, estudado e   trabalhado pelos alunos. Eles apresentaram também as personagens do respectivo livro, e toda a ornamentação era de acordo com o conteúdo do livro. Tudo   numa  maneira interativa para o visitante. Um excelentíssimo trabalho realizado pelas Irmãs e o corpo docente. Parabéns!

 

 

No dia de Nossa Senhor Aparecida participamos da missa no Pilar, um Santuário de Nossa Senhora da Diocese de Duque de Caxias. O Bispo Dom Tarcísio conseguiu numa maneira muito harmoniosa juntar o jubileu de 300 anos de Nossa Senhora Aparecida com os 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima e o próprio Santuário Nossa Senhora do Pilar. A missa foi campal na praça em frente à Igrejinha (primeira Igreja de Duque de Caxias) com muitos padres, muitos diáconos permanentes e muuuiiito povo. Que Nossa Senhora interceda por nós!

 

 

visita 7visita 8  

  No dia seguinte pude observar e vivenciar a alegria dos alunos do Colégio Santo Antônio, Duque de Caxias se divertirem com diversas brincadeiras e atrações  comemorando o “Dia da Criança”. Teve também pipoca, algodão-doce, sorvete, sorteio de uma rifa em prol do aluguel dos brinquedos e muita diversão e alegria. Ir.   Célia e sua equipe cuidou que tudo fosse transmitido ao vivo pelo site do Colégio para que os pais pudessem observar os seus filhos se divertirem.

 

 

 

  

 

visita 9

 

 

 Outra coisa interessante no Colégio Santo Antônio: Ir. Patrícia, na sua função como psicóloga na escola, além de atendimento individual e grupal, palestras etc. para alunos e pais, oferece aulas de  xadrez, como forma de estimular a aprendizagem, a concentração, o comportamento, o autoestima, o desenvolvimento intelectual humano e social dos/as alunos/as. Na área do recreio tem várias mesas com um jogo de xadrez para os/as alunos/as jogarem durante o recreio. E incrível: Nunca falta nenhuma peça do  jogo. As próprias crianças e jovens têm o cuidado para não se perder nenhuma peça!

 

 

 

 

 

07

 

 

 Juntamente com Ir. Sueli pude fazer também uma visita na Fraternidade Dom Bosco, onde moram as Irmãs Ir. Aparecida e Ir. Ivonete. As Irmãs contaram do seu dia-a-dia, das suas atividades junto às   crianças no Espaço Verde (Ir. Aparecida e Ir. Ivonete) e outras escolas. Ir. Ivonete e Ir. Aparecida atuam também como ministras extraordinárias de comunhão, fazendo visitas aos doentes e outras atividades da comunidade.  

 

 

 

 

 

 

visita 10

 

  

 Também não faltou uma visita na Fraternidade Santa Elisabeth, Casa de Formação onde Ir. Chiolástica mora juntamente com Marque Helle, uma jovem Aspirante à Vida Religiosa. Foi um dia alegre e animador, percebendo a felicidade da Jovem, contando com a chegada de outras jovens vocacionadas no ano que vem. 

 

 

 

 

 

visita 11visita 13

 

 Uma experiência muito boa e rica para mim foi a viagem à Fraternidade e ao Colégio Santa Clara em Urubici-SC. Lá encontrei realmente muitas semelhanças com   Alemanha. Também não faltou o friozinho da Europa (numa das noites teve 0°Grau). A paisagem, as montanhas a vegetação, os vários tons do verde, a tranquilidade da   paisagem, do povo e também dos/as alunos/as me impressionaram bastante. Nada de agitação de uma cidade grande, os/as alunos/as bem tranquilos/as e calmos/as   (até no recreio). Percebi que os/as professores/as, funcionários/as, o povo em geral valorizam muito a presença das Irmãs e as respeitam muito. Junto comigo tinham   viajado Ir. Sueli e Ir. Helena que ambas já moraram em Urubici e assim, não parou de recebermos convites que nem a metade podíamos aceitar. Olhamos plantações de   maçãs, morango, amora, uvas ... O povo dessa região descobriu nos últimos anos o valor da sua natureza e das paisagens bonitas e todos estão começando a preservar   e também de aproveitá-la para o seu sustento, oferecendo turismo alternativo, turismo rural que nós também pudemos experimentar: Na Fazenda dos familiares de   Lenita, Diretora do Colégio Santa Clara, foi nos oferecido além de um almoço e lanche bem gostoso e rústico, um passeio de trator (passando até por dentro de um   pequeno rio), andamos em cima de uma ponte de balança e quem quis também de tirolesa.

 

 

visita 12

 

 

Da acolhida pelas Irmãs da Fraternidade nem se fala: café, almoço, janta   “colonial” acompanhados com conversas demoradas, descontraídas e alegres. Além de tudo isso, fiquei impressionada e feliz com que carinho e dedicação toda a equipe   escolar está fazendo um trabalho de preservação do meio ambiente: hortas juntamente com os alunos, aulas-campo no meio da natureza e tudo interdisciplinar: medir o círculo de uma lagoa, observar a vegetação e os diversos animais, pintura da paisagem, escrever poesias sobre a paisagem..., no ano do Jubileu da Congregação: reflorestamento de um terreno... Foi uma semana bem rica e abastecedora para o corpo e a alma. Muito obrigada às Irmãs da Fraternidade: Ir. Carla, Ir. Fabíola e Ir. Lucia. 

 

 

 

 

 

visita 14IMG 2391

 

 Também tive a oportunidade de visitar o Recanto Paz Bem, casa que acolhe, no momento 30 pessoas idosas de baixa renda que não têm familiares para cuidar delas.   Aproximadamente 30 funcionários/as, juntamente com as Irmãs cuidam que estas pessoas, muitas delas sofridas pela vida, tenham a assistência necessária (assistência   médica, remédios, seis refeições diárias, oportunidade de realizar várias atividades adequadas à sua idade e estado de saúde, celebrações etc.). Uma grande parte delas   são cadeirantes, outras precisam de cuidados especiais, mas todas necessitam de uma palavra amiga e animadora, atenção e compreensão para poderem viver com   mais alegria a sua última etapa de vida. O ambiente alegre com muitas plantas no meio da casa (entre uma ala e outra) colabora para que se perceba e se respire a   atmosfera da vida, tão necessária tanto para as pessoas idosas como para todos/as que cuidam deles/as. Ir. Josefina, juntamente com as outras Irmãs, responsáveis por   esta casa, também partilharam conosco as tantas preocupações, uma delas o sustento da casa, pois a maioria dos idosos recebe uma aposentadoria de um salário   mínimo (entrando 70% para a manutenção da casa e 30% fica para o uso pessoal do próprio idoso). Deus cuidará do futuro!

 

 

 

 

 

visita 15visita 16

Um momento muito especial para mim foi que pude participar do Planejamento 2018 da Coordenação Provincial. Com muita serenidade, dedicação e cuidadosamente as Irmãs do Governo Provincial avaliaram os acontecimentos, atividades e realizações do ano 2017 à nível de Província, encaminhando passos para o  ano 2018 – tudo apoiado pela oração de todas as Irmãs da Província que invocaram incansavelmente o Espírito Santo para esta reunião. Durante esta minha visita aqui    na Província de Duque de Caxias, percebi um esforço muito grande de cada Irmã de zelar pela vida de oração: iniciando já bem cedo de manhã, o estudo bíblico na linha  da leitura orante da Bíblia uma vez por semana e outros livros, conforme a prioridade da Província, em consonância com a Igreja (CNBB) ou Família Franciscana do  Brasil; Várias vezes durante a semana há missa na Capela do Colégio Santo Antônio... Há cuidado com a vida fraterna e dedicação grande pela missão. Quando, uma ou  outra vez, saí para “dar uma volta na rua”, percebi que somente através da disciplina pela vida de oração e vida de fraternidade consegue-se preservar o tesouro da Vida  Religiosa na alegria franciscana. O barulho, a correria, a violência do mundo que arrodeia as Irmãs é um desafio e uma ameaça constante. Deus ajude a cada uma de  preservar e zelar por este dom precioso da vocação de dentro de si. Respirei também o clima alegre e carinhoso com o qual as Irmãs cuidam das Irmãs idosas, doentes  ou das Irmãs que temporariamente precisam de mais cuidado. Um clima de muito respeito, liberdade, fraternidade e alegria. 

 

 

 

 

visita 17visita 19

 

Pouco antes de encerrar a minha visita na Província de Duque de Caxias, ainda tive a oportunidade de visitar e conhecer a Fraternidade São João, no sítio São João   em Nova Friburgo-RJ. Neste sítio maravilhoso e nesta casa bonita, herança do casal alemão Hans e Selma Gaiser. Foi realizado por mais de 30 anos um trabalho   belíssimo com crianças órfãs e crianças carentes. Ir. Elza mostrou para mim o ambiente onde as crianças viveram, estudaram, brincaram e se sentiram em casa. No   momento as duas Irmãs da Fraternidade, Ir. Elza e Ir. Valdina, estão cuidando do ambiente da casa e de todo o terreno ao redor, para que as Irmãs possam vir para   repousar da sua missão exigente e passar alguns dias de férias nesse ambiente bonito. Também são aceitos grupos de Pastorais que queiram passar dias de encontros,   retiros, etc. aproveitando este ambiente lindo.

 

 

 

 

 

visita 18visita 20

 

 As Irmãs também contaram do terrível desastre de janeiro de 2011 quando, causado pelas chuvas fortes, em Nova Friburgo o deslizamento de morros matou muita   gente e causou um grande estrago. Mesmo que no momento do acontecimento, foram outras Irmãs que moravam lá, as Irmãs souberam contar todos os detalhes dessa   noitedevastadora. Senti e percebi que no povo friburguense essa tragédia ainda está bem presente e nunca poderá ser esquecida. Da casa da vizinha que caiu   totalmente, morreram quatro pessoas, parte da Capela das Irmãs foi destruída, mas como milagre as estátuas de São Francisco, Nossa Senhora e a cruz no altar não   sofreram nenhum dano. No outro lado da casa das Irmãs, o deslizamento do morro destruiu uma grande parte do sítio, acabou com os dois lagos (do qual um foi   recuperado), e milagrosamente a casa das Irmãs (da Capela de um lado até a gruta de Nossa Senhora do outro lado) ficou protegida. As duas Irmãs que nesta noite   devastadora estiveram dentro da casa, não sofreram nenhum mal. Andando pelo sítio afora, pude admirar a beleza da natureza, pude perceber o grande esforço das   Irmãs em recuperar as áreas atingidas pelo deslizamento dos morros; mas não deu para esconder que nem todos os estragos puderem e possam ser recuperados: a   grama plantada é difícil de pegar acima da terra que deslizou do morro, ainda tem bastante pedras que não foram retiradas e as feridas no coração do povo só Deus   pode curar aos poucos. Foi um dia muito proveitoso e não podia faltar na minha programação. Deus lhes pague!

 

 

Agradeço a Ir. Sueli e seu Conselho Provincial, a todas as Fraternidades e Irmãs que pude visitar, pelo acolhimento caloroso e carinhoso, pelo tempo que dedicaram a mim e por tudo que fizeram para que eu me sentisse bem e em casa. E realmente me senti. Agradeço em especial a Ir. Sueli, que me acompanhou em quase todas as visitas nas Fraternidades e Projetos.

Infelizmente não foi possível, visitar todas das Fraternidades mais distantes. As visitas às Fraternidades, Mãe de Deus/Amambai-MS, Santa Maria dos Anjos/Ecoporanga-ES e Maria de Nazaré/Guaratinga-BA e Rio das Ostras, ficam para uma próxima vez.

Dia 02 de novembro retornarei ao Nordeste onde ainda preciso organizar, encerrar e fechar diversas coisas, arrumar a minha mala, para, após de Natal, viajar para a Alemanha, assumindo o meu serviço na Congregação a mim confiado de representar as duas Províncias brasileiras, a Província de Areia (Nordeste) e a Província de Duque de Caxias (Sudeste) do Brasil.

Deus lhes pague por tudo e que o Senhor lhes acompanhe no seu dia-a-dia da sua missão seja onde for.

Um grande abraço.

 

 

 

Sua Ir. Elisabeth Schneider 

 

 

 

 

 


  • visitas 62