texto artigo

Nossa Irmã Sueli, participou de uma Live no dia 22/01/2024 “Hora Vocacional”, na qual a Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), apresenta subsídio de apoio para a vivência do mês vocacional 2024.
Foi definida como temática principal: “Igreja como uma sinfonia vocacional”, onde cada pessoa que faz parte da Igreja dá a sua nota (musical), o seu “tom”, para gerar harmonia, entendendo-se que cada vocação desempenha um papel importante na Igreja.
Como reforço, vem o lema: “Pedi, pois, ao Senhor da Messe” (Mt 9,38).

Toda vocação tem um chamado e um envio. O Papa São Paulo VI, disse que toda “iniciativa visa ajudar os membros do Povo de Deus a responder, pessoalmente e em comunidade, à chamada e à missão que o Senhor confia a cada um no mundo de hoje, com as suas feridas e as suas esperanças, os seus desafios e as suas conquistas”.
Diante das feridas e desafios do mundo de hoje, não podemos deixar de lado as ESPERANÇAS e as CONQUISTAS. E aí surge o verbo ESPERANÇAR. O que se entende por esperançar?
Esperançar, para mim, é mais do que aguardar, desejar, ansiar, almejar, aspirar. É um aguardar com fé, com possibilidade de que algo bom vai acontecer. É um anseio forte do coração.
Portanto, fiquemos felizes de ver nossa Igreja em “sinfonia” com jovens e adultos em busca de sua vocação específica, assumindo com coragem o seu chamado! E aqui, queria chamar a atenção para o chamado à Vida Consagrada.
Jovem, se você sentir o chamado de Deus para a Vida Religiosa ou outra opção de chamado na Igreja, confie e diga sim, apoiando-se no “SIM” que Maria deu a Deus, como a escolhida para ser a mãe de Jesus!
Às vezes, nós nos desanimamosdiante das sementes que ainda não brotaram. O importante é semear e não parar de semear! Temos convicção de que o tempo de Deus é diferente do nosso tempo!
Em Eclesiastes 3,1-2, refletimos: “Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para cada coisa debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou”. Plantemos!
Queremos intensificar a esperança! Apoiemo-nos nas conquistas. Deus sabe o momento certo para“tudo debaixo do céu”! Que a minha, a nossa “nota musical”, gere harmonia em nossa Igreja!

Irmãs Franciscanas de Dillingen Ir. Sueli


  • visitas 45