Santa Afra E Suas Companheiras

Santa Afra E Suas CompanheirasAfra e suas duas companheiras, Eunômia e Eutrópia, eram mulheres de costumes levianos.

Orientada por sua mãe, Afra tinha como culto predileto as homenagens a Vênus, deusa pagã que ela reverenciava. Porém, o que ela não sabia é que seria tocada pela mão de Deus ao hospedar em sua casa dois desconhecidos.

Na época em que os imperadores Diocleciano e Maximiano perseguiram os cristãos, Narciso e Felix, fugindo da fúria que assolava a Espanha, vieram parar em Augsburgo, terra onde residiam Afra e suas companheiras, que os hospedaram sem conhecê-los.

Na hora de se sentarem à mesa, os dois começaram uma oração que chamou a atenção das pessoas ali presentes. Foi quando descobriram que eles eram cristãos e, inclusive, que um deles era bispo.

Afra a princípio ficou confusa por hospedar um bispo cristão. Porém, mesmo não o conhecendo, caiu aos seus pés e confessou sua vida de pecados.

Narciso, percebendo que a mulher realmente estava arrependida e que sua alma clamava pelo perdão, resolveu absolvê-la, desde que se convertesse e fosse batizada no cristianismo. Ela não só se converteu como ainda animou suas companheiras e sua mãe para que fizessem o mesmo.

Ao saberem desse fato, as autoridades pagãs mandaram prender Afra e lhe ofereceram perdão caso ela reverenciasse novamente os falsos deuses, coisa a que ela se negou terminantemente. Por isso, Afra teve seu corpo queimado numa fogueira. O mesmo destino tiveram suas amigas que também se recusaram abandonar a fé em Jesus Cristo.


  • visitas 6