Santo Aldo

Santo AldoA história de Santo Aldo é desconhecida. Não sabemos a data e o lugar do seu nascimento. Fala-se que teria nascido no século VIII. Conhecemos com segurança o lugar da sua sepultura: capela de São Columbano e depois basílica de São Miguel, em Pávia.

A tradição nos mostra Santo Aldo como uma pessoa simples: carvoeiro e eremita nas proximidades de Pávia, Carbonária. Supõe-se que ele tenha sido monge beneditino em Bóbbio, no mosteiro fundado por são Columbano.

Sua forma de ascese, ou seja, de aperfeiçoamento espiritual, parece indicada pela sua experiência religiosa. Um orante de mãos calejadas e rosto enegrecido pela fuligem das carvoarias.

Os monges de São Columbano construíam uma cabana para si, de madeira ou de pedra, onde se retiravam nas horas dedicadas à oração. Depois saíam para as ocupações diárias, onde ganhavam o pão com o suor do rosto.

O eremita se ausentava temporariamente das pessoas para dar mais espaço à oração e povoar a solidão exterior com a agradável presença de Deus.

Não se evadia da comunidade mas contribuía para sua edificação com o exemplo de uma vida santa e uma caridade ativa.

Podemos considerar Santo Aldo como um feliz exemplo do espírito beneditino.


  • visitas 12