São Simeão

São SimeãoSão Simeão realizou inúmeras salvações, convertendo milhares de pessoas. Praticou a virtude em alto grau, mas levou a penitência às raias do exagero.

Simeão nasceu em 390, na Síria, trabalhou como pastor de gado até os 14 anos quando, durante uma missa, sentiu que queria devotar-se completamente a Deus.

Entrou para um convento, mas acabou demitido pelo excesso de penitências que praticava, muito além das práticas conventuais normais. Conseguiu ser aceito em outro, onde o deixaram ficar por dez anos. Mesmo assim foi expulso de lá pelo mesmo motivo. Dizem os escritos que o volume de sofrimento a que se impunha "beirava a esquisitice".

Mas Simeão não desistiu: construiu uma cela sem cobertura no alto de uma solitária montanha e lá se enfurnou. Para garantir que, mesmo desejando, não poderia sair dali, acorrentou-se no pescoço e no pé direito, prendendo a outra ponta da pesada corrente numa rocha.

Ainda não satisfeito, posteriormente construiu uma coluna muito alta - stilus, em latim, de onde vem seu título de estilita - e lá ficou por sete anos. Detalhe: a coluna não lhe permitia sentar e muito menos deitar.

Mas o ato trouxe-lhe fama, e multidões cada vez maiores passaram a procurá-lo para ouvir conselhos e orações. Desta forma, do alto da incômoda coluna São Simeão passou a converter diariamente centenas de pessoas.

Morreu aos 70 anos. No local onde havia a coluna foi erguida uma basílica em sua homenagem.


  • visitas 58